top of page

Notícias

Recentes

Destaque

  • Admin

A Regra é Clara: CONVIDADO, NÃO CONVIDA!

Ser convidado é sempre muito especial. E não é para menos: quem é que não gosta de receber um convite e fazer parte de um momento tão especial na vida de alguém importante em nossas vidas?




O universo dos eventos é fascinante e encantador. Poder reencontrar e celebrar ao lado de amigos e familiares momentos que se tornarão inesquecíveis e guardar na memória esse dia feliz. Sem falar nos mimos que cada festa oferece: bebida à vontade, cardápio requintado, lembrancinhas, docinhos, shows animados com DJs e bandas, enfim, a receita perfeita para tornar uma data memorável.


Isso é uma questão de bom senso e respeito. Precisamos nos colocar no lugar da outra pessoa e refletir sobre tal atitude: “será se eu gostaria de ter estranhos na minha festa?”

Imagine 100 convidados. Se desse número, 50 pedirem convites adicionais, será uma festa para 150 convidados, multiplicado 50 pelo valor por convite (chutando baixo) cerca de R$12.500,00 a mais do que eles já pagaram para ter apenas os amigos próximos… é justo pagar a mais para irem pessoas sem afinidade?


Uma boa história, para ser boa e envolvente, os protagonistas precisam estar acompanhados de bons coadjuvantes para compor um elenco capaz de construir narrativas inesquecíveis. Cheia de personagens que fazem toda a diferença. Em uma festa de casamento, por exemplo, não é diferente. Os noivos sozinhos não são os únicos responsáveis pelo sucesso do evento. Para ser, genuinamente, inesquecível, a participação dos convidados é de extrema importância.


Como todo bom coadjuvante, o convidado deve agregar positivamente. Para isso, o bom convidado deve seguir algumas regras básicas:


1) Responder dentro do prazo o RSVP (Confirmação de presença);

2) Ser pontual, principalmente, se for um padrinho ou madrinha do casamento;

3) Escolher trajes adequados/corretos para a ocasião;

4) Não atrapalhar os profissionais que atuam no evento;

5) Não convidar outras pessoas.


A última regra é clara e, certamente, uma das mais importantes. Afinal, você já deve ter escutado aquela expressão que diz: “Convidado, NÃO convida!”.


Isso é uma questão de bom senso e respeito. Precisamos nos colocar no lugar da outra pessoa e refletir sobre tal atitude: “será se eu gostaria de ter estranhos na minha festa?”


Certamente, a sua resposta seria “não”, afinal de contas, você, sendo o(a) anfitrião(ã), teve dificuldades em montar a lista de convidados, escolhendo a dedo cada pessoa dentre dezenas/centenas de conhecidos, amigos e familiares, além de todo o planejamento financeiro e emocional. Após tudo pronto, é chegada a hora de entregar os convites.


A ansiedade e a felicidade começam a inundar sua alma por cada resposta de confirmação de presença, afinal de contas, festa sem convidados não é festa.


Chegou o grande dia, o momento único, onde você vai poder celebrar ao lado de amigos e familiares queridos a sua grande festa.


Mas eis que vem uma grande surpresa, em meio ao salão de festas, entre centenas de pessoas escolhidas, você se depara com uma multidão estranha e desconhecida que nunca fizeram parte da sua vida, que não sabem nem o seu nome e estão ali apenas para usufruir do seu sonho. A ansiedade e felicidade que tomava de conta dias antes, se torna frustrante e triste, o que mais desejava era celebrar o seu dia rodeado de amigos e familiares verdadeiros e, ali mesmo, no meio do salão, inundado por sentimentos ruins, então você acorda!

Ufa!! Era somente um pesadelo. Acorde! Espero que essa história fictícia e com doses de exagero não aconteça com você e nem com aquele anfitrião que te convidou. Agora, falando sério, ao receber um convite, primeiramente, agradeça por ser lembrado. Pois você é um privilegiado em fazer parte de um momento único e especial na vida de alguém que gosta de você. E, se não puder comparecer, jamais transfira o seu convite para um estranho. O anfitrião deixou de convidar outra pessoa para convidar você, portanto, seja educado e gentil. Entre em contato ou responda no próprio convite, informando a sua ausência. Dessa forma, você deixará livre para poderem convidar outra pessoa.


Evite também pedir para o anfitrião outro convite individual ou autorização para levar um amigo ou parente. Pedir convites é muito deselegante e inconveniente. Pense nisso toda vez que for convidado para algum evento, afinal de contas: CONVIDADO, NÃO CONVIDA. Essa regra é simples e bom senso é algo que vale para a vida.




Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

Artigos

bottom of page